Você se sente menor?

Você se sente menos que as pessoas às vezes? Menos inteligente, menos bonita, menos magra, menos engraçada, menos divertida, menos tudo?

 

E você já se sentiu menor que o seu namorado ou ex namorado?

 

Como se ele fosse lindo, incrível, maravilhoso, sensacional, tudodebom… e você fosse a mosca que pousou no coc* do cavalo do bandido?

 

Eu já me senti assim… Várias vezes!

 

Isso normalmente acontece por dois motivos:

 

1- Nós mesmas nos colocamos para baixo. Ao invés de vermos tudo o que temos de bom, passamos o dia anotando mentalmente e nos dando broncas por tudo o que fazemos de “errado”. Por tudo que não sai perfeito. Por tudo que poderíamos ter feito melhor.

 

A crítica excessiva interna ou a nossa dificuldade em nos amar quando “erramos” impossibilita e bloqueia o nosso coração de receber amor. Por mais que o homem fale, se declare, e demonstre com gestos que nos ama, nada disso faz sentido para nós porque no fundo, nós não amamos a nós mesmas.

 

E no fundo da nossa cabeça tem sempre uma pulguinha: unh… será que ele me ama mesmo?

 

Não reconhecemos o sentimento porque não cultivamos ele dentro de nós, por nós mesmas. Quando não temos amor, podemos ter dificuldade em receber amor. Um exemplo claro é quando tentamos diminuir um elogio que recebemos.

 

Alguém te fala: nossa, você é linda!

Qual a primeira coisa que você pensa? Eu pensava: ih, esse é cego. Ou: está querendo me zuar. Ou a clássica: esse só quer me comer.

 

Receber um elogio para mim era tão difícil que muitas vezes eu nem ouvia! Sabe quando a pessoa fala e você nem registra?

 

Portanto, por mais que o homem que estava do meu lado fosse super legal, eu sempre me via menor e menos. Menos interessante que ele, menos inteligente, menos valorizada. E isso trazia uma insegurança imensa pro meu coração e consequentemente para o relacionamento. Eu sentia como se eu amasse ele muito mais do que ele me amava. Você já se sentiu assim?

 

O resultado dessa falta de amor próprio nunca é legal, desperta ciúme excessivo e uma insegurança profunda que pode levar ao fim do relacionamento.

 

2- Outra situação: Atraímos e escolhemos pessoas que vão falar justamente as piores coisas que pensamos sobre nós mesmas – conscientemente ou inconscientemente. Coisas que nos diminuem, que nos colocam para baixo, que nos levam a pensar que somos menos ou menores.

 

Essa situação é muito dolorosa e muitas vezes permitimos que ela dure por muito tempo. Depois que finalmente saímos desse tipo de relacionamento e olhamos para trás, nos perguntamos:

 

Como eu aguentei tanto tempo? Por que me permiti ficar nessa situação?

 

Se você permitiu ser tratada de uma forma negativa, eu falo para você respirar fundo agora e lembrar: nós fazemos o melhor que podemos com as informações que temos.

 

Mesmo que hoje você ache que tenha demorado mais tempo do que “deveria” para sair dessa situação, você fez o que deu conta de fazer. Você fez o seu melhor e eu honro isso.

 

Não julgue com a cabeça que você tem hoje as suas decisões passadas. Não é justo com você.

 

Respire fundo e lembre:

 

nós sempre fazemos o melhor que podemos baseado nas informações que temos.

 

Quero que hoje você honre os momentos que se sentiu menor, e escolha se sentir tão grande quanto você é! Por que você não é tão boa quanto pensa, você é MELHOR!

 

Com carinho,

Vamos nessa!

Author: Marina

Share This Post On
468 ad

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *